ÁREA DO ASSOCIADO

17/03/2016

Balanço de Vendas da ACSP registra alta atípica na 1ª quinzena de março sobre fevereiro.



O Balanço de Vendas da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) registrou um aumento médio de 14% no movimento das vendas no varejo paulistano na primeira quinzena de março na comparação com a primeira quinzena de fevereiro.
 

Para Alencar Burti, presidente da ACSP e da Facesp (Federação das Associações Comerciais do Estado de SP), o resultado é atípico e explicado por fatores circunstanciais – e não por uma melhora efetiva no desempenho do comércio. 

“Esses números foram influenciados pelo efeito-calendário, já que a primeira quinzena de março teve um dia útil a mais, e pela base fraca de comparação, pois fevereiro contou com o Carnaval, que esvazia o comércio da cidade. Trata-se, portanto, de uma fotografia do momento. Não é possível dizer, ainda, que o mês de março fechará no azul”, diz o presidente da ACSP.

Separadamente, houve um aumento de 28,9% nas transações a prazo - puxado pelo setor de móveis e eletrodomésticos - e uma leve retração de 0,9% nas vendas à vista (vestuário, calçados e adereços).
 

Comparação anual

Na comparação com a primeira quinzena de março de 2015 (que teve um dia útil a menos), os resultados do Balanço de Vendas da ACSP indicam uma queda média de 8,85%. Os recuos foram de 3,3% nas comercializações a prazo e de 14,4% nas vendas à vista.  

Segundo Burti, não é possível fazer projeções para os próximos meses, uma vez que existem várias incertezas nos cenários político e econômico. 

Tabela:

Fonte: ACSP

tags: vendas, taxas, São Paulo



voltar